wmaranhao2
Fonte: Divulgação / EC Bahia

Após ter sido apresentado à torcida em entrevista promovida pela assessoria do clube, desta vez o volante Willian Maranhão concedeu sua primeira coletiva como atleta tricolor, respondendo a perguntas feitas pela imprensa.

Titular do Atlético Goianiense em 2021, Maranhão chegou ao Bahia no momento em que João Paulo Sanches, ex-coordenador de futebol do Dragão, havia acertado com o Tricolor para atuar como gerente no clube. Com isso, surgiu a dúvida se ele teria sido o responsável pela vinda do volante ao Esquadrão.

Segundo o meio-campista, Sanches ainda não havia atuado como dirigente tricolor nessa negociação. O técnico Guto Ferreira foi quem fez contato para traze-lo ao Bahia, junto com o presidente Guilherme Bellintani.

“Responsabilidade é jogar no Bahia. Todo mundo tem que ter essa responsabilidade. Na verdade, o João Paulo (Sanches, gerente de futebol) nem entrou em contato comigo. Quem entrou em contato foi o professor Guto juntamente com o presidente. Fiquei feliz com a contratação do João Paulo, que é um excelente gerente e vem para somar. Mas a responsabilidade maior é vestir essa camisa”, comentou Maranhão.

Deixando de lado a possibilidade de renovar com o próprio Atlético Goianiense, o volante aceitou uma oferta de dois anos feita pelo Bahia. Ele garante que o fato de o Esquadrão estar na Série B não é problema.

“Mas eu venho para jogar no Bahia, não é para jogar na Série B. O Bahia dispensa comentários, quer se reabilitar. Pressão da torcida tem que existir. Não podemos ficar acomodados, achar que está tudo bem. Não está tudo bem. É, de fato, vestir a camisa e colocar o Bahia na primeira divisão”.

O que a torcida pode esperar de Willian Maranhão em campo?

“Pode esperar um atleta bastante determinado, focado, em busca das metas do Bahia. É um time gigante, de massa, que tenho bastante responsabilidade em atuar. Quero buscar os triunfos no Bahia. Estou muito feliz”.

Cobranças da torcida

“Responsabilidade muito grande. O Bahia é um clube enorme. Temos que entender que é um momento difícil. O clube caiu para a Segunda Divisão. Temos que pegar essa responsabilidade e trazer para poder chegar à Série A. O torcedor tem que cobrar mesmo, é normal. Temos que pegar essa responsabilidade e transformar em resultado”.

Recuperado da Covid-19

“A vacina vem ajudando muita gente. Com nós atletas não foi diferente. A partir do momento que testei positivo não senti sintomas. Tomei total preocupação no momento. Estou bem melhor, tranquilo e salvo da Covid-19. […] Venho me cuidando bastante, treinando forte. Quase um mês de férias, e veio essa covid. Com certeza, espero aprimorar melhor fisicamente para poder atuar e estar em campo”.

Primeiro ou segundo volante?

“Também gosto de chegar (no ataque). Depender do que o professor pede. Sou um cara bastante tático. Então, o que o professor pedir quero desempenhar. Ao longo dos anos venho jogando de primeiro volante”.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.