Vinicius Jr. e mais 10. É assim que Carlo Ancelotti pensa no time do Real Madrid desta temporada. O brasileiro está em um dos melhores momentos da sua carreira, encontrou seu melhor futebol com a camisa merengue, gravou seu nome entre os titulares da equipe e não tem quem tire.

Apenas um ano e meio como profissional no Flamengo foram o suficiente para o Real querer ter o atacante da Gávea em seu esquadrão. Comprado por 45 milhões de euros (R$ 290,45 milhões na cotação atual) Vini chegou à Espanha em julho de 2018.

0

Com apenas 12 partidas disputadas em 2021/22, sete gols marcados e três assistências, ele já superou todos os outros três anos que passou no futebol europeu. Na sua melhor campanha, ele entrou em campo 49 vezes, balançou as redes seis e serviu os companheiro para gol em quatro ocasiões.

As únicas vezes que Ancelotti teimou em não colocá-lo entre os titulares — nos dois primeiros jogos da temporada —, Vinicius saiu do banco e fez três gols. Depois disso, ele não saiu mais da lista inicial.

Conquistando território

Vini chegou ao Real com 18 anos, numa temporada de trocas no comando com Julen Lopetegui, Santiago Solari e Zidane. O jogador não teve muitas oportunidades logo de cara, até pela idade, pelo físico e pela falta de ritmo e conhecimento do futebol europeu.

Vinicius Jr físico
De acordo com o Marca, Vinicius adotou alimentação e treinos físicos semelhantes aos de Cristiano Ronaldo

Mas ele foi crescendo, se desenvolvendo, evoluindo e conquistando seu espaço. Na sua primeira temporada, 2018/19, ele foi titular em apenas nove dos 18 jogos que disputou na La Liga, e marcou dois gols.

Veja como foi nas outras temporadas no Campeonato Espanhol:

2019/20: 29 jogos, 12 como titular, três gols e uma assistência;

2020/21: 35 jogos, 22 como titular, três gols e três assistências

Isso sem contar o desempenho na Champions League. Na sua temporada de estreia na copa, ele jogou apenas quatro vezes — titular em três —, não marcou gols, mas deu duas assistências. No ano seguinte, foram cinco partidas, somente duas no time inicial, registrando um gol e uma assistência. E, na edição passada, foram 12 oportunidades, oito como titular, três bolas na rede e um passe para gol.

E, em 2021/22, ele começou todos — as três rodadas da fase de grupos disputadas até então —, fez dois gols e uma assistência, sendo um dos destaques do Real.

Problemas com Zidane e Benzema

A imprensa espanhola frequentemente questionava a não utilização do ex-jogador do Flamengo por Zidane. Havia especulações sobre o treinador ter problemas com Vinicius e, na época, o francês respondeu:

“Isso são vocês (jornalistas) que dizem. Ele tem a máxima confiança do treinador, que sou eu. É o futuro do Real Madrid, isso é certo. Está em um processo de fazer as coisas bem. Conto com ele.”

Em fevereiro de 2020, quando estava sendo bastante criticado, o atacante opinou: “Na base, eu fiz muitos gols. No profissional, eu estou mais longe do gol. Tenho melhorado com a experiência de jogadores mais velhos que me ajudam a ter tranquilidade. Sterling na minha idade fazia o mesmo. Não fazia tantos gols e esta temporada creio que marcou 15 ou 16 gols e cada vez melhora mais. Sei que em algum momento o gol vai chegar para mim”.

Depois disso, ele passou a ter mais importância no time e ser decisivo, conquistando não só o treinador, mas também a imprensa, que mudou a atitude e começou a derramar elogios a ele.

Então surgiu uma pequena treta entre ele e seu parceiro de ataque, Karim Benzema. O francês teria arquitetado um suposto boicote a Vinicius durante o intervalo de uma partida do Real Madrid. “Ele faz o que quer. Irmão, não toque para ele. Ele joga contra nós”, disse Benzema para Mendy, em francês.

Na época, Zidane tentou apaziguar a situação, dizendo dias depois que os jogadores conversaram e se entenderam. Um ano depois, neste mês de outubro, o jornal espanhol AS publicou que o francês descreve a sua relação com o brasileiro como de “irmão mais velho”.

Com tudo isso superado, Vinicius é exaltado pelos jornais e até pelos adversários. Antes do El Clásico do último domingo (24/10), Gerard Piqué, zagueiro do Barcelona, disse que o brasileiro é “um dos melhores do mundo”, comparando ele a Ansu Fati, atual camisa 10 do Barcelona.

“Vinicius é mais rápido, mais elétrico e mais extremo puro. Ansu tem talento para fazer gol e pode jogar como centroavante. Eu diria que Ansu tem mais gols e que Vinícius, no um contra um é um dos melhores do mundo”, disse o espanhol.

O Real Madrid joga nesta quarta-feira (26/10), às 16h30, contra o Osasuna, no Santiago Bernabéu, pela 11ª rodada da La Liga.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.