“Vem novidade” · Escanteio SP

Claudemir Borges e Alexandre Barbosa se reuniram; presidente do Falcão fará pronunciamento nesta segunda sobre possível mudança de sede

Em meio a rumores sobre uma possível mudança de sede do SC Atibaia para Leme, Claudemir Borges, prefeito da cidade, registrou um encontro com Alexandre Barbosa, presidente do Falcão, nas redes sociais. O político escreveu que o dirigente apresentou um projeto “encantador” e se mostrou bastante animado com a possibilidade de ter um time de Série A2 no município.

“Reunião no Clube de Campo Empyreo com o presidente do clube, Marcelo Penteado, e com o presidente do SC Atibaia, Alexandre (Barbosa). Alexandre nos apresentou um projeto encantador, ainda não podemos trazer detalhes, porém… novidades estão chegando para Leme”, escreveu Claudemir Borges em suas redes sociais.

A postagem alimenta ainda mais os fortes rumores sobre uma nova mudança de sede do SC Atibaia. O clube, que tem sua sede em Americana, uma vez que Atibaia não tem um estádio que possa abrigar partidas de Série A2, pode trocar de cidade novamente. Mas, desta vez, a mudança não deve se resumir apenas à localização.

De acordo com a página Futebol Alternativo TV, o SC Atibaia pode trocar de nome, escudo e cores, usando identidades que se aproximam do extinto EC Lemense. Conforme informado na publicação, o acordo estaria próximo.

Vale ressaltar que, para mudar de sede para a próxima temporada, o SC Atibaia já teria que ter entrado com os trâmites burocráticos na Federação Paulista de Futebol (FPF). Segundo consta no regulamento geral de competições, o clube precisa pedir a mudança de sede antes da divulgação da tabela do campeonato. A tabela da Série A2 foi divulgada na última sexta-feira.

Através de suas redes sociais, o SC Atibaia informou que o presidente Alexandre Barbosa fará um pronunciamento oficial sobre o assunto nesta segunda-feira.

Entenda a situação

Desde o início da temporada de 2016, o Sport Club Atibaia é administrado pela AMB SPORT. A empresa é comandada por Alexandre Barbosa, atual presidente do clube. Ou seja, o Falcão é um time “particular”.

O clube não atua profissionalmente em Atibaia desde 2015, já que o Estádio Salvador Russani não atende aos requisitos mínimos para receber partidas do Campeonato Paulista. Desde então, o SC Atibaia tem buscado alternativas para mandar suas partidas.

Time itinerante, o Falcão já atuou em Indaiatuba, Bragança Paulista, Americana e São José dos Campos. Em 2018, ano em que conseguiu o acesso para a Série A2, o clube precisou mudar sua sede de Atibaia para Americana. Caso não efetuasse a mudança, a equipe não só perderia o acesso como seria rebaixada para a última divisão do futebol paulista por conta do regulamento da FPF. Na ocasião, o time só conseguiu efetuar o pagamento de R$ 800 mil para realizar a troca de última hora por conta de um acordo com o Corinthians pelo volante Richard. O jogador estava no Fluminense, mas tinha parte de seus direitos ligados ao Falcão.

+ Apoie o Escanteio SP e receba indicações de apostas em competições do futebol paulista

Enquanto isso, o clube seguia trabalhando para voltar a mandar seus jogos em Atibaia. Durante a gestão de Saulo Pedroso, o Falcão conversou com a prefeitura e chegou a lançar uma pedra fundamental para a construção de um estádio na cidade. O projeto não saiu do papel.

Em uma live com o Escanteio SP durante a paralisação da Série A2 de 2020 por conta da pandemia da Covid-19, Alexandre Barbosa chegou a anunciar a construção de um estádio na cidade, mas a ideia não foi para frente. Posteriormente, o clube conversou com a prefeitura para ter a concessão do estádio Salvador Russani, porém o pensamento também não avançou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *