Após mais de um ano, o técnico Tite volta a fazer uma convocação da Seleção Brasileira. O time canarinho será chamado nesta sexta-feira (14/5), às 11h, para jogos contra Equador, no dia 4 de junho, e contra o Paraguai, no dia 8, válidos pela Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar.

A convocação é especialmente importante pois, provavelmente, servirá de base para o grupo que disputará a Copa América, que começa em 14 de junho para o Brasil, contra a Venezuela. Logo, fica o questionamento quanto ao número de “testes” que o técnico Tite estará disposto a fazer.

Uma das principais expectativas é sobre a presença de Gabigol. O atacante do Flamengo vive fase especial no futebol brasileiro e, desde que foi convocado pela última vez, em 5 de março do ano passado, é o atleta brasileiro com a melhor média de participação direta em gols no mundo, entre os que jogam as principais ligas: 0,89 por partida*, de acordo com levantamento do GE (confira a tabela abaixo):

Gabigol – 30 gols e 11 assistências em 46 jogos; 0,89/jogo
Neymar – 18 gols e 9 assistências em 35 jogos; 0,77/jogo
Matheus Cunha – 12 gols e 6 assistências em 36 jogos; 0,50/jogo
Gabriel Jesus – 18 gols e 7 assistências em 53 jogos; 0,47/jogo
Richarlison – 15 gols e 3 assistências em 46 jogos; 0,39/jogo

Número desde a última convocação de Gabigol, em 5 de março de 2020

Além de Gabigol, a lista pode conter novidades como o meia Claudinho, um dos melhores jogadores do Campeonato Brasileiro de 2020; Matheus Pereira e Raphinha, que têm brilhado, respectivamente, no West Bromwich e no Leeds, e o zagueiro Roger Ibañez, da Roma.

Fique atento ainda a nomes como Fred, do Manchester United; Antony, do Ajax; e Guilherme Arana, do Atlético-MG;

Má fase

Gabriel Jesus, Roberto Firmino e Arthur, figurinhas carimbadas nas convocações de Tite, não fizeram boa temporada na Europa. No Manchester City, mesmo com as lesões de Agüero, Guardiola preferiu utilizar Kevin De Bruyne e outros meias como “falsos 9” a escalar o ex-palmeirense.

Já Roberto Firmino e Arthur sofreram com a irregularidade de suas equipes, Liverpool e Juventus, respectivamente, ficando marcados por atuações apagadas e, no caso do volante da Velha Senhora, erros crassos e problemas disciplinares.

Renovação

Outra questão é em relação à renovação na Seleção Brasileira. Atletas como Cássio, Daniel Alves, Filipe Luís, Miranda, Fernandinho, Willian e Thiago Silva estiveram no grupo que venceu a última Copa América. Desses, apenas o zagueiro do Chelsea esteve presente nas cinco convocações feitas desde então.

Aos 36 anos, continua apresentando um excelente futebol, que lhe rendeu uma renovação de contrato para a atual temporada e é um dos pilares da defesa de Thomas Tuchel, que ajudou os Blues a chegar à final da Champions League e da Copa da Inglaterra.

E se for considerar alto nível e confiança, é possível que Fernandinho volte a fazer parte do grupo. O volante do Manchester City, mesmo aos 36 anos, esteve presente como titular em alguns dos momentos mais importantes dos Citizens na atual temporada. Entre eles, o jogo contra o PSG, em que foi bastante elogiado e ajudou o clube a atingir a primeira final de Champions de sua história. Além disso, acaba de ser coroado com a 4ª Premier League de sua carreira.

Ainda na Inglaterra, Willian não tem compartilhado da mesma boa fase dos compatriotas Fernandinho e Thiago Silva. O ala do Arsenal teve atuação apagada na temporada, ficou no banco em diversas ocasiões e marcou apenas um gol na temporada inteira.

No Brasil, Daniel Alves, Miranda, Filipe Luís e Cássio vivem fases sólidas em seus respectivos times, mas enfrentam concorrência em suas posições e não têm feito parte das últimas convocações.

www.metropoles.com

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.