Clique aqui e se inscreva no Canal ecbahiapontocom no Youtube!
-->


Fonte: Rafael Machaddo / EC Bahia

Matheus Teixeira é o nome do momento no Bahia. Com 22 anos, o arqueiro teve seu primeiro grande desafio como goleiro profissional na partida deste último sábado (24), na semifinal da Copa do Nordeste, e demonstrou capacidade. Fez uma partida segura ao longo dos 90 minutos e pegou dois pênaltis decisivos que levaram o Bahia à final.

A chance recebida pelo goleiro aconteceu por fatores que fogem da alçada esportiva. Douglas testou positivo para Covid-19 e prontamente foi retirado da delegação. Matheus ganhou a titularidade na véspera da decisão.

Conforme manda o protocolo da CBF para casos de Covid, Douglas terá de ficar 10 dias afastado de qualquer atividade com o elenco. Ou seja, está fora dos próximos jogos.

Sendo assim, Matheus Teixeira ganhará sua primeira sequência de jogos no time principal do Bahia.

Com o destaque obtido na semifinal, o arqueiro também jogará como titular contra Guabirá, na terça (27), e na partida de ida da final do Nordestão, no sábado (1º).

Na terça seguinte, dia 04 de maio, é provável que novamente o arqueiro seja titular no jogo contra o Independiente, devido ao pouco tempo que Douglas terá para treinar após o fim do protocolo.

Sendo assim, o goleiro ganhará a chance de se firmar como titular do Bahia, pensando também no jogo de volta da final do Nordestão, no dia 08 de maio.

A trajetória de Matheus Teixeira no Bahia

Ainda em seu início de trajetória no futebol profissional, o goleiro chegou ao Esquadrão de Aço em julho de 2019. Na época, ele havia acabado de ter seu contrato encerrado com o Palmeiras e deixou o clube por falta de espaço.

Contratado sem custos, o arqueiro iniciou disputando posição no time sub-20 e, após ultrapassar a idade limite das categorias de base, foi promovido ao elenco de transição. Foi reserva tanto de Fernando Castro, como de Mateus Claus, durante o período de Dado Cavalcanti no Baiano de 2020.

No restante de 2020, seguiu com o time principal, mas desta vez como a quarta opção. Treinou com os goleiros do elenco profissional, mas não ganhou chances durante o Brasileirão.

Na reta final da competição, Douglas e Mateus Claus foram ausências por lesões, mas o escolhido para jogar foi Anderson, com Teixeira ficando no banco de reservas. A decisão tomada por Dado Cavalcanti foi contestada.

Dois meses e meio depois de ser reserva para Anderson, Matheus Teixeira brilha ao defender duas penalidades e acumula seis jogos como profissional, sendo dois pela Copa do Nordeste.

Destaque durante formação no Palmeiras e pênalti defendido contra o Real Madrid sub-17

Apesar de não ter tido seu contrato rescindido aos 19 anos, Matheus foi um goleiro que conquistou destaque durante sua formação na base palmeirense.

Formado em uma academia com uma escola de goleiros famosa por revelar grandes arqueiros, Teixeira foi considerado como o melhor goleiro do Mundial sub-17, vencido pelo Palmeiras diante do Real Madrid. Na ocasião, ele inclusive foi observado pela equipe espahola.

No mesmo Mundial, Matheus também foi destaque por defender uma penalidade justamente na final contra o Real, ajudando a ficar com o título de 2016.



www.ecbahia.com

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *