São Paulo vence, mas Ceni repete aproveitamento de quando foi demitido

Neste sábado (27/11), após vencer o Sport por 2 x 0, o São Paulo conseguiu se afastar momentaneamente da zona de rebaixamento ao abrir cinco pontos sobre o Juventude, time que ocupa a 17º colocação no Brasileirão.

Com a vitória, o tricolor paulista respira um pouco mais aliviado, saltando agora para a 12º posição na tabela. No entanto, o clube da Serra Gaúcha tem um jogo a menos, podendo trazer a diferença para dois pontos.

Contratado para melhorar o desempenho da equipe, Rogério Ceni ainda não emplacou uma sequência de vitórias, o que deixa o torcedor ainda preocupado nesta reta final de Campeonato Brasileiro.

Surpresa? Rogério Ceni aceita proposta e é o novo treinador do São Paulo

Desde que retornou ao Tricolor do Morumbi, Ceni disputou 10 partidas, obtendo quatro vitórias, três empates e três derrotas, somando 15 pontos. Curiosamente, o aproveitamento é semelhante ao de 2017, quando teve sua primeira passagem pelo clube.

Naquele ano, após 10 rodadas, o São Paulo havia conquistado apenas 14 pontos. Com o time na zona de rebaixamento, o ex-goleiro e ídolo são-paulino foi demitido com apenas seis meses de trabalho.

Se há quatro anos Rogério Ceni foi parte do problema identificado, dessa vez o treinador foi a solução encontrada para evitar riscos de frequentar a zona da degola.

Com começo promissor e tirando o clube da fila de nove anos, Crespo foi demitido por conta de queda no desempenho, além das eliminações na Libertadores e Copa do Brasil.

Nas duas primeiras partidas sob o comando de Ceni, o São Paulo até que demonstrou um maior volume de jogo, empatando com o Ceará e vencendo o clássico contra o Corinthians.

Mas nas partidas seguintes velhos problemas voltaram. Falta de precisão nas finalizações e perda de ritmo no decorrer das partidas. Umas das explicações seria a parte física, já que o elenco emendou uma temporada na outra, ocasionado incontáveis lesões no ano.

Mesmo com desempenho aquém do esperado, Ceni deve ser mantido no cargo pela diretoria. A ideia é que o profissional tenha a oportunidade de começar a temporada no início do próximo ano.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *