O Santos registrou um Boletim de Ocorrência nesta segunda-feira (10/5) contra torcedores organizados que atacaram o ônibus do clube na saída do Centro de Treinamento. O atentado ao veículo que levava os atletas ocorreu no último domingo (9/5), após a equipe derrotar o São Bento por 2×0, na Vila Belmiro, e se livrar do rebaixamento no campeonato Paulista.

Registrado na 2ª Delegacia de Polícia de Santos, o boletim culpa membros da uma das organizadas do Santos, que teriam utilizado pedras, foguetes e até um coquetel molotov, bomba caseira incendiária, no ataque.

A equipe da baixada santista, representada pelo advogado Pedro Felipe Gomes da Silva, afirma que tem imagens das câmeras de segurança que provam o ataque. Ainda de acordo com o clube, cerca de 15 membros desta mesma torcida teriam invadido o CT do clube no dia 30 de abril. Eles exigiam uma conversa com atletas, técnico e até membros da comissão técnica.

Os atos, de acordo com o Boletim de Ocorrência, seriam motivados por uma insatisfação por parte de correntes políticas opostas a gestão de Andrés Rueda, atual presidente do Santos.

www.metropoles.com

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.