rodriguinho40
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia tem chances remotas de classificação na Copa Sul-americana, precisando vencer seu jogo e torcer por um milagre do Guabirá diante do Independiente. Com a eliminação no torneio continental vista como certa, o clube já foca em objetivos nacionais daqui em diante.

Entrevistado no CT Evaristo de Macedo, o meia Rodriguinho afirmou que a derrota sofrida para o Independiente deixa aprendizados que serão levados pelo time para o restante da temporada.

“A derrota nos ensina. A gente tem que aprender. Tivemos a oportunidade de classificar. A equipe conseguiu, contra um adversário forte, ter um nível de atuação bom, mas deixamos escapar. Isso que temos que aprender. Mas não podemos nos abalar pensando nisso. Aconteceu, passou, temos que aprender o que temos que levar de lição e não deixar a confiança cair. Isso que temos que manter, a nossa confiança alta, porque o trabalho está sendo bem feito. Vamos fazer de tudo para que a equipe possa brigar na parte de cima da tabela. Esse ano começou bem e temos uma esperança de continuar assim”, avaliou o meio-campista.

A partir do dia 29 de maio, sábado da próxima semana, o Bahia vai iniciar sua campanha no Brasileirão 2021 e logo em seguida jogará pela terceira fase da Copa do Brasil, com jogo de ida no dia 1º de junho.

Rodriguinho afirma que o Bahia está em processo de evolução na temporada de 2021. Para ele, os objetivos do restante do ano são de conseguir feitos importantes tanto na Série A, como na Copa do Brasil.

Um dos jogadores que decepcionaram na maior parte do último Brasileirão, apesar de ter ajudado nas últimas rodadas, o meia fala em apagar a mancha da campanha feita em 2020.

“As competições que temos são superimportantes. A Copa do Brasil, que financeiramente nem se fala, é o sonho de todos os atletas. E o Campeonato Brasileiro que é muito importante para a gente, primeiro para apagar o que foi feito ano passado, que não foi do agrado de ninguém. A gente pretende fazer muito melhor. A equipe tem muito a evoluir. Já melhoramos bastante em termos de posse, de propor jogo, de saber sofrer. Temos que minimizar os erros para fazer com que os resultados fiquem favoráveis. Como o Brasileiro é muito longo, temos que ir somando pontos. Não deixar que os triunfos ou empates sejam perdidos por falha individual. Se um companheiro errar, tem que ter outro para ajudar”.

Jogo contra o City Torque na quarta-feira

“Vai ser uma partida difícil, independentemente se eles têm chance ou não. Vai ser uma partida equilibrada, porque é um time de qualidade, que mantém posse, propõe jogo. Vai ser um belo teste para a gente se demonstrar como equipe e ir atrás do triunfo. Espero que isso aconteça no Brasileiro. É a mesma esperança que temos contra o Santos, de poder começar o Brasileiro com triunfo. É importante para que a gente possa crescer como equipe”.

O que espera do time que iniciará o Brasileirão?

“Vejo uma equipe bem mais sólida. Demonstramos isso na Copa do Nordeste, com boas atuações na Sul-Americana. A equipe tende a crescer ainda mais, consolidando o trabalho do Dado. Equipe confiante de que pode fazer um ano melhor, pelos resultados que tivemos. É não deixar escapar. Independentemente do que aconteceu na Sul-Americana, temos que entrar fortes no Brasileiro para começar já bem”.



www.ecbahia.com

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.