Rebaixamentos do Bahia e do Grêmio sepultam candidaturas de dirigentes em 2022

Da Redação

Os rebaixamentos do Bahia e do Grêmio para a Série B do Campeonato Brasileiro praticamente colocaram uma pá de cal nos planos eleitorais dos presidentes dos dois clubes, Guilherme Bellintani e Romildo Bolzan, respectivamente. Os dois pretendiam disputar o pleito de 2022 pelo PDT, partido fundado por Leonel Brizola e que tem como candidato à Presidência o ex-governador do Ceará Ciro Gomes.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, Bolzan, que já foi prefeito três vezes do município gaúcho de Osório, era uma das principais apostas do PDT para fortalecer o nome de Ciro no estado natal de Brizola. Após pesquisas internas realizadas depois do rebaixamento do Grêmio, a própria cúpula nacional pedetista passou a considerar a candidatura inviável.

O mesmo deve acontecer na Bahia, onde Bellintani fazia planos de estrear nas urnas em 2022 como vice na chapa do ex-prefeito de Salvador ACM Neto (DEM), pré-candidato ao governo. O dirigente, que já declarou apoio a Ciro, também desejava ser candidato pelo PDT. Antes do rebaixamento, Bellintani mantinha conversas com ACM Neto e com caciques pedetistas, inclusive com o presidente nacional da sigla, Carlos Lupi.

Essas conversas foram suspensas desde que o Bahia se afundou na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. “As chances de Bellintani estar na chapa agora são praticamente nulas”, disse um deputado do DEM ao Toda Bahia.

O presidente do Bahia chegou a ensaiar uma candidatura a prefeito de Salvador em 2020, estimulado pelo governador Rui Costa (PT). Na época, ele cogitou se filiar ao PSB. Desistiu da empreitada e voltou a conversar com ACM Neto.

Nos bastidores, o que se comenta é que Bellintani desistiu de ser o candidato de Rui Costa na época após firmar um compromisso futuro com o ex-prefeito de Salvador de que estaria numa eventual chapa em 2022. Mas as tratativas esbarraram agora no desempenho em campo, literalmente. Vale lembrar que Bellintani já foi secretário municipal de Turismo e Cultura, Educação e Desenvolvimento e Urbanismo nas gestões de ACM Neto na prefeitura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *