O presidente do Fluminense, Mario Bittencourt, vai se reunir nesta segunda-feira (29/11) na CBF para protestar contra a arbitragem após a marcação de um pênalti polêmico no duelo diante do Atlético-MG, que terminou com a vitória do Galo por 2 x 1.

Bittencourt deve se reunir com o presidente da entidade, Ednaldo Rodrigues, e com o presidente da Comissão de Arbitragem da Federação para entregar um protesto formal. O motivo do protesto é o pênalti marcado após toque de mão do lateral Marlon, dentro da área.

O juiz que estava em campo, Marielson Alveas, não marcou nada, mas foi acionado pela equipe do VAR para analisar o lance e, após revisar, marcou a penalidade convertida por Hulk, deixando tudo igual.

O lance foi motivo de muita discussão durante e após o término da partida. Fred, Marlon e David Braz, todos jogadores do Tricolor, reclamaram da marcação da penalidade.

Com a derrota, o Fluminense permaneceu na 7ª colocação com 51 pontos. O próximo compromisso da equipe é contra o Bahia, na Arena Fonte Nova, no próximo domingo (5/12).

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *