Da Redação

O Brasil chega a Tóquio para a disputa da Paralimpíada com uma meta ousada, permanecer no top 10 do quadro de medalhas do megaevento esportivo. Após a oitava posição alcançada em 2016 no Rio de Janeiro (com 14 ouros, 29 pratas e 29 bronzes) o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) quer mais, e uma modalidade que pode contribuir demais nesse desafio é o atletismo.

Isto pode ser dito porque o atletismo é a modalidade que conta com o maior número de representantes do país, 65 nas provas de pista e campo e mais 19 atletas-guias. Além disso, é nele que o Brasil faturou o maior número de medalhas em edições de Jogos Paralímpicos, o total de 142 (40 ouros, 61 pratas e 41 bronzes). As informações são da Agência Brasil.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.