Palmeiras conquista sexto título em seis anos de patrocínio da Crefisa

No ano em que a parceria completa seis anos, a Sociedade Esportiva Palmeiras conquista a terceira Libertadores de sua história e o sexto título da “Era Crefisa“. Ao vencer a final contra o Flamengo, o clube não apenas ganha mais uma final, mas se torna o terceiro time brasileiro a ser bicampeão da América, igualando-se a Santos e São Paulo.

0

Com a parceria iniciada em 2015, o Palmeiras realizou um negócio que seria determinante no sucesso de hoje. Vindo então de um recente rebaixamento, o clube assinava com a Crefisa, instituição financeira cuja proprietária (Leila Pereira) não apenas fez investimentos pesados em contratações, mas também foi eleita há uma semana a primeira presidente do verdão.

Leila Pereira é eleita 1ª presidente mulher da história do Palmeiras

Já no primeiro ano a parceria se mostrou pé quente, com o alviverde conquistando a Copa do Brasil em final contra o santos. Naquele período, o então presidente do clube, Paulo Nobre, teve papel importante na reestruturação financeira da instituição, tornando-a sustentável, o que despertou interesse da Crefisa.

Durante a gestão de Nobre, o empresário e ex-presidente chegou a emprestar dinheiro do próprio bolso para consertar as finanças do Palestra.

De lá pra cá, a patrocinadora já investiu mais de 1 bilhão de reais em contratações e prêmios, algo que fez o Palmeiras ter um dos elencos mais caros do Brasil, disputando os principais campeonatos como favorito desde então.

Com bala na agulha, jogadores internacionais foram chegando ao time. Além disso, jogadores que se destacavam internamente no futebol brasileiro eram “assediados” pelo poderio alviverde, fazendo do Palmeiras um verdadeiro “predador” no mercado da bola.

Contratações caras não deram certo, como o atacante colombiano Borja, que não repetiu o desempenho de quando foi Rei da América pelo título da libertadores com o Atlético Nacional (COL). Ramirez foi outra contratação que ficou aquém do esperado.

No entanto, trouxe Luís Adriano, Felipe Melo e Gustavo Gomes, que atuavam na Europa. Manteve Dudu, maior ídolo dessa trajetória vencedora. Buscou no Atlhetico Paranaense Roni, Weverton e Rafael Veiga, peças importantes do elenco.

Recém-eleita presidente do Palmeiras, Leila Pereira garantiu que seguirá investindo no clube, inclusive o acordo entre o clube e financeira foi renovado por mais três anos.

“Sempre estarei a disposição para contribuir para um Palmeiras cada vez mais gigante. EU tenho um compromisso com nossos milhões de torcedores! Trabalhar e Investir para um time cada vez mais vitorioso!! Avanti, Palestra!”, declarou nas redes sociais a nova mandatária, rebatendo rumores de que as suas empresas deixariam de investir no clube.

A depender de Leila, o Alviverde continuará imponente, como brada o seu hino. A hegemonia palmeirense promete permanecer nos próximos anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *