jonathan1
Fonte: Divulgação / EC Bahia

Jonathan foi um dos reforços anunciados oficialmente pela diretoria tricolor para o ano de 2022. Lateral-direito com passagem por Ponte Preta, Atlético-GO, Coritiba e Botafogo, o jogador foi apresentado à imprensa nesta quinta-feira (20).

O novo lateral tricolor chega ao clube em meio a um momento de protestos da torcida, que inclusive resultou em uma invasão da Bamor ao CT e em vaias intensas pelo mau rendimento em 2021, mas também nos primeiros jogos de 2022.

Jonathan afirma entender os motivos pelos quais a torcida tem protestado e que vê o Bahia em um momento de reconstrução.

“Isso é normal depois de um final de temporada ruim, com rebaixamento. Cabe a nós colocar a cabeça no lugar e saber o que a gente quer aqui no clube e para o Bahia. Com muito trabalho e dedicação vamos mudar esse cenário. (…) Sabemos que a pressão é grande, pelo fato do clube ser gigante, ser de Série A. A gente entende o momento do clube, está passando por uma reconstrução”.

Sobre as cobranças, o lateral diz que não devem passar dos limites.

“A gente entende a cobrança até um certo ponto, desde que não tenha agressão, ameaça à família, porque família é uma coisa muito sagrada”, ponderou. (…) Então tem que ter um certo limite de cobrança. Mas o torcedor vai ao estádio, paga o ingresso, ele tem todo direito de cobrar ali”.

 

O que a torcida pode esperar em campo?

“Todas as equipes que eu passei, sempre levei pensamentos positivos. Sempre vou em busca de coisas grandes para as equipes. Cito o exemplo do Botafogo, que estava passando por um momento complicado, tanto financeiramente quanto estruturalmente. Chegamos lá e fizemos um mau campeonato carioca e uma má Copa do Brasil. Só que com pensamento positivo as coisas acontecem. Com muito trabalho e sinceridade, as coisas vão para o lado positivo. Então pode ter certeza que eu vou entregar o máximo para ajudar. Sozinho não posso resolver os problemas do Bahia. Mas juntos seremos fortes esse ano. Vamos brigar por todas as competições que a gente disputar”.

Chegada ao Bahia

“Você vestir uma camisa de peso, de tradição, já é uma grande responsabilidade. Mas estamos preparados, e nos preparando cada dia mais no treinamento para que a gente possa ter êxito nas partidas, nos campeonatos, porque queremos brigar forte em todos. Mas só muda o cenário do clube e da torcida com triunfos. Precisamos trabalhar muito, com muita seriedade, com muito profissionalismo, para mudar esse cenário de desconfiança dos torcedores”.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.