A pandemia do novo coronavírus impactou o Brasil e com o futebol não seria diferente. Com medidas de urgência para contenção do avanço do vírus no país, como lockdown em vários estados, as competições estaduais sofreram com a falta de datas e tiveram seu calendário apertado.

Com exceção do Santos, que foi eliminado na primeira fase do Paulistão, todos os outros seis times brasileiros na Libertadores entram em campo no meio de semana pela competição continental pensando nas decisões dos estaduais que estão envolvidos no fim de semana e em meio a verdadeiras maratonas, como é o caso do Tricolor e do Alviverde.

Maratona paulista
São Paulo e Palmeiras se enfrentam na decisão do estadual. A Federação Paulista de Futebol marcou as finais para quinta-feira (20/5) e domingo (23/5). Envoltos em uma maratona de partidas, os dois rivais de São Paulo jogam nesta terça-feira (18/5) pela Libertadores. Em tese, o Palmeiras tem a missão menos complicada e deve poupar seus titulares.

O Alviverde encara o Defensa Y Justicia em casa, time que perdeu na final da Recopa Sul-Americana 2021. Porém, o time de Abel Ferreira já está classificado à próxima fase da competição continental e na primeira colocação do grupo A. Assim, o treinador português deve descansar seu time principal, que entrou em campo e derrotou o Corinthians na semifinal do estadual.

Já o São Paulo vive situação diferente no grupo E. O Tricolor está bem na classificação da chave, com oito pontos, mesma pontuação do Racing, adversário desta terça. O time de Hernán Crespo está com uma mão na vaga à próxima fase, mas ainda não garantiu matematicamente um lugar na próxima fase.

Portanto, o Tricolor paulista pode garantir a vaga contra os argentinos e é provável que entre em campo com o time titular, o que geraria desgaste para o jogo de ida da final do Paulistão, já na quinta-feira.

Cariocas na decisão
Flamengo e Fluminense decidem o Campeonato Carioca no próximo sábado (22/5). Depois de empatarem em 1 x 1 no jogo de ida, os dois times têm compromissos pela Libertadores. O Flamengo está bem encaminhado no grupo G e o Flu lidera a chave D, à frente do River Plate.

O Flamengo joga para carimbar de vez o passaporte para as oitavas. O Rubro-negro tem dez pontos, seis a mais que a LDU, adversário desta quarta-feira (19/5). No Maracanã, o time de Rogério Ceni joga por um empate para sacramentar a vaga. Assim, Rogério Ceni pode mandar um time misto para enfrentar os chilenos, pensando na decisão de sábado.

O Tricolor também joga por um empate para avançar de fase. Com oito pontos, enfrenta o Junior Barranquilla no Rio de Janeiro nesta terça. O time da Colômbia tem três pontos e só uma vitória sobre o Flu mantém o clube com chances de classificação.

Galo tranquilo, Inter a perigo e Peixe na luta
O Atlético-MG decide o título mineiro com o América no próximo sábado. Os dois mineiros empataram em 0 x 0 no jogo de ida. Antes, o Galo visita o Cerro Porteño na quarta-feira. O time de Cuca tem dez pontos, três a mais que os paraguaios e já garantiu vaga nas oitavas. Um empate em solo paraguaio assegura o primeiro lugar do grupo H.

Já o Inter é o time que tem a situação menos tranquila dos brasileiros. Apesar da liderança do grupo B, com seis pontos, o Colorado tem jogo duro contra o Olimpia, no Paraguai, na quinta-feira. Um resultado ruim deixa o clube gaúcho em apuros para a última rodada. No domingo (23/5), precisa reverter a vantagem do Grêmio na final do estadual, após perder por 2 x 1 o jogo de ida.

Único dos brasileiros que não está envolvido em finais estaduais, o Santos pega o lanterna The Strongest fora de casa nesta terça-feira. Depois de vencer o Boca Juniors, o time de Fernando Diniz vai descansado para a Bolívia para ficar mais perto da vaga às oitavas do torneio continental.

www.metropoles.com

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *