Dado relembra início no Bahia e trabalho para recuperar atletas

Clique aqui e se inscreva no Canal ecbahiapontocom no Youtube!
-->


Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Dado Cavalcanti está no Bahia há quase seis meses. Efetivado como treinador do time principal em dezembro de 2020, o profissional ajudou o Bahia a fugir do rebaixamento, após desempenho pífio do time com Roger e Mano Menezes, e dirigiu a equipe na campanha do tetra do Nordestão.

Além de ter alcançado os objetivos que lhe foram traçados até o momento, Dado recebe elogios por ter recuperado atletas que não estavam rendendo nem perto do esperado em 2020. Foram os casos de Nino, Rodriguinho e Rossi.

Em entrevista ao podcast Segue o BAba, do portal ge.globo, Dado comentou sobre o que fez em seu início de trabalho com o elenco principal tricolor, pensando em um modelo diferente de jogo e, sobretudo, trabalhando de forma individual com quem não vinha rendendo.

“Quando assumi, Bahia teve folga de dois dias. Fiz imersão dentro dentro do clube, dentro CT. Trouxe para mim algumas conclusões em relação a desenho tático. Mais importante para mim seria a mudança de modelo. Paralelo a isso, fiz um trabalho individual com os atletas”

Sobre Nino Paraíba, o técnico afirma ter feito mudanças táticas que resultaram no crescimento do lateral. Já quanto a Rodriguinho, ele reafirmou que precisou ter uma conversa pessoal e dura com o camisa 10.

“Fiz as minhas escolhas e no meu entendimento alguns jogadores eram primordiais na nossa arrancada. Nino foi mais em mudança tática, formatação em campo. Ele ganhou condição específica, liberamos o lado. E a situação do Rodriguinho foi mais pessoal, de uma conversa que tive com ele. Conversa cheia de verdades. Desde então ele é um outro jogador. Falo nem da condição técnica, mas liderança. Ele é hoje o nosso capitão”.

Nino e Rodriguinho foram peças fundamentais na reta final do último Brasileirão. Os dois, inclusive, brilharam na goleada sobre o Fortaleza, no Castelão, que definiu a permanência do Esquadrão na elite.

Os dois jogadores seguem com importância na equipe titular do Bahia em 2021. O camisa 10, inclusive, tem se destacado por gols e assistências.



www.ecbahia.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *