Clique aqui e se inscreva no Canal ecbahiapontocom no Youtube!
-->


Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia foi eliminado da Copa Sul-americana com derrotas nas duas últimas rodadas da fase de grupos. A partir de agora, o foco é voltado para as 38 rodadas do Brasileirão e para os jogos eliminatórios da Copa do Brasil.

No início da semana, o presidente Guilherme Bellintani falou sobre como a diretoria vê o mercado neste momento e afirmou que espera anunciar somente um atacante nas primeiras rodadas da Série A.

Em entrevista após a derrota para o City Torque, o técnico Dado Cavalcanti fez ponderações sobre o que pensa de seu elenco, garantiu estar satisfeito, mas também reconheceu que o há necessidade de ajustes e de reforços – dando a entender que vê mais de uma carência no time.

“Nós nos dois confrontos contra o Independiente, que era o favorito do grupo, acho que fomos superiores nas duas partidas. Em casa naquele temporal que houve, saímos perdendo por 2 a 0 e quase viramos. E no jogo na casa deles, fomos superiores e acabamos tomando o gol. A lição que fica é que os detalhes fazem a diferença em relação ao resultado. Esses detalhes fizeram a diferença nesses confrontos contra o Independiente e hoje mais uma vez. Se fizéssemos uma somatória de pontos por uma condição de igualdade ou superioridade em campo, nossa classificação seria outra. Entendendo que há pontos que precisam ser melhorados, precisamos ter uma força maior em jogos de detalhes”.

“Teremos ajustes a fazer, reforços que chegarão, espero em breve, e acho que temos uma espinha e condição inicial de quem sabe fazer um bom Campeonato Brasileiro”.

Dado Cavalcanti tocou novamente no ponto de que espera por contratações e que a necessidade de reforçar o elenco não acontece devido aos resultados recentes.

Precisamos evoluir, mas essa conclusão que nós internamente temos independe da eliminação na Sul-americana. Se nós passássemos de fase, a conclusão seria a mesma. Não posso incluir no meu trabalho uma avaliação ‘resultadista’. Condeno muito isso de ganhar estar tudo bem e perder estar tudo ruim.

Temos que buscar evolução, temos uma perspectiva de reforçar nosso grupo e já venho falando sobre isso abertamente em vários momentos. A gente está dentro do mercado para que construa uma equipe mais forte do que foi nesse primeiro semestre”.

“(…) Mas entendo também que a gente está em um patamar bom de início de campeonato. Tivemos jogos difíceis. Essa equipe já foi testada em vários momentos. Ela trouxe retorno na maioria dos momentos em que foi testada. Isso nos traz um bom indício para um início de competição”.

O Bahia entra em campo no sábado (29), contra o Santos, em Pituaçu, pela abertura do Brasileirão.



www.ecbahia.com

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.