Da Redação

O corpo de Leonardo Conceição Cardoso, mais conhecido pela torcida do Esporte Clube Bahia como Nadinho, foi sepultado na manhã de hoje (21) no cemitério da Organização Social de Assistência da Bahia (Osab) de Alagoinhas. Nadinho morreu ontem (20) como consequência da Covid-19, aos 91 anos. Nadinho foi campeão com o Bahia da Taça Brasil de 1959 e defendeu o clube como o primeiro goleiro brasileiro na Copa Libertadores da América.

O sepultamento reuniu poucos familiares, em função dos protocolos da pandemia. Nadinho nasceu em 24 de agosto de 1930, quatro meses antes do time pelo qual brilhou em 421 jogos ao longo de 12 temporadas. Vestiu a camisa do Esquadrão em 1951 e de 1958 a 1968.

Além do troféu nacional que fez dele o primeiro goleiro brasileiro a disputar a Libertadores, conquistou seis vezes o Campeonato Baiano. É o goleiro com mais partidas pelo tricolor, tendo também disputado a Libertadores de 1963. Defendeu ainda Vitória e Bangu.

Nadinho residia atualmente em um abrigo de idosos e tinha sido diagnosticado com Alzheimer. O craque das luvas deixa a viúva Tereza, os filhos Lúcio e Leonardo e dois netos.

Com a morte de Nadinho, o único campeão brasileiro de 59 vivo é o ex-zagueiro Henricão, que mora no Rio de Janeiro. O Bahia e torcidas organizadas prestaram homenagens ao craque.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.