O esporte mais popular do mundo, aos poucos, vem quebrando a barreira em um dos territórios em que ainda encontrava alguma resistência. Nos Estados Unidos, a Major League Soccer (MLS) se torna cada vez mais popular, atraindo investidores e jogadores de renome.

O desenvolvimento não passou despercebido por uma das indústrias mais badaladas do planeta. Estrelas de Hollywood têm se tornado investidores em clubes ao redor do mundo. Nessa quinta-feira (18/11), o Angel City FC, clube que estreará na próxima temporada na Liga Feminina Nacional de Futebol, exibiu seus uniformes, tendo como modelos, ninguém menos que Natalie Portman, Jennifer Garner e Eva Longoria.

As atrizes fazem parte do grupo que investiu no Angel City FC, primeira equipe feminina de futebol em Los Angeles em quase uma década. Além do trio, fazem parte do grupo a também atriz Jessica Chastain, a tenista Serena Williams e a ex-tenista Billie Jean King.

Apesar de ainda não ter disputado uma partida, Portman e Cia. têm planos ambiciosos para o Angel City FC. O clube anunciou que 1% das vendas de ingresso serão divididas igualmente entre suas atletas, o que ajudará a aumentar a média salarial da Liga Feminina. Além disso, quase U$ 2 milhões serão doados em conjunto com seus patrocinadores para programas comunitários e caridades ao longo dos próximos anos.

Desbravando territórios

A paixão das estrelas de Hollywood pelo futebol têm ultrapassado as fronteiras americanas. Rob McElhenney, uma das estrelas da série It’s Always Sunny in Philadelphia, e Ryan Reynolds, famoso por seus papéis em diversas comédias e, principalmente, por ter interpretado o herói Deadpool nos cinemas, adquiriram o Wrexham, da quinta divisão inglesa, no fim de 2020.

Na última semana, a estrelada dupla compareceu ao primeiro jogo da equipe, contra o Maidenhead United, confronto que o Wrexham perdeu por 3 x 2. Apesar do pé-frio logo na estreia, Reynolds e McElhenney garantem que os planos para a modesta equipe do País de Gales, que vinha sendo administrada por um grupo de torcedores após uma série de dificuldades financeiras, são ambiciosos.

“Nosso objetivo é fazer o time crescer, retorná-lo para as cabeças das Ligas Inglesas em termos de público e melhorar o estádio, ao mesmo tempo em que fazemos uma diferença positiva na comunidade de Wrexham”, disse a dupla em uma conferência com outros acionistas. O investimento inicial feito por Reynolds e McElhenney no Wrexham é de 2 milhões de libras. Além disso, um documentário será lançado mostrando os bastidores e os primeiros dias da dupla hollywoodiana à frente do clube.

A reação inicial dos fãs à compra foi positiva. Em um plebiscito realizado por um Fundo de Torcedores do Wrexham, 98% dos participantes votaram a favor da venda para Reynolds e McElhenney.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.