Claus trabalha para seguir como titular: ‘é minha oportunidade’

Clique aqui e se inscreva no Canal ecbahiapontocom no Youtube!
-->


Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O técnico Dado Cavalcanti está vivendo um dilema quanto ao goleiro titular tricolor. Com Douglas perdendo espaço e com Matheus Teixeira voltando de lesão, o atual titular é Mateus Claus, que trabalha para ganhar sequência na equipe.

Escalado como titular nos últimos dois jogos, Claus foi o entrevistado na véspera do jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, contra o Vila Nova e falou em aproveitar a oportunidade.

“Para o goleiro, principalmente, a questão do ritmo de jogo. Só joga um, diferente de outras posições. Houve um revezamento, oportunidade para todo mundo, nesse momento é minha oportunidade. Serviu de aprendizado e ritmo de jogo. Agora estou no meu melhor momento, recuperando a parte física, técnica. Dentro do jogo conseguimos ter uma evolução nítida”, falou o arqueiro.

Claus falou sobre a concorrência e briga pela titularidade do gol do Bahia.

“Difícil falar. Goleiro só joga um. Vou brigar para ser titular. Todo goleiro que for falar, vai falar a mesma coisa. Todo mundo quer jogar. Mas, lembrando, temos uma disputa sadia, todo mundo tem confiança da comissão. Meu momento agora. Tenho que fazer o melhor para permanecer e ajudar o Bahia”.

Companheiros de posição

“O Bahia tem grandes goleiros. Teixeira foi muito bem quando jogou, Douglas tem uma história linda, Dênis chegou, jogou o Baiano e foi muito bem, eu tenho totais condições de jogar também. Acho que o Bahia está bem servido de goleiros. É uma disputa sadia, a gente se dá muito bem. Nesse momento sou eu que estou jogando. Certeza que vou fazer o meu melhor, o melhor para permanecer, para dar uma dor de cabeça boa para o Dado. Com uma sequência, confiança, posso mostrar mais do meu trabalho e chegar em um nível muito alto”.

Período no Bahia

“Jogos que fiz ano passado pelo Bahia foram importantes, decisivos. Me preparo no dia a dia. Não é um trabalho de um dia antes que muda. É o trabalho de um ano inteiro. A gente se prepara, trabalha no campo, trabalha mental, tem o apoio da família que é importante. É um trabalho em conjunto. Os bons resultados do time ajudam. É dar sequência, crescer como goleiro, como pessoa e ajudar o clube”.

Retorno após lesões

“A lesão faz parte do jogo. Isso a gente pode tentar evitar, se precaver, mas é do jogo. Não foi escolha minha como aconteceu. Hoje estou recuperado, graças a Deus, foi um momento difícil para mim. Gostaria de ter uma sequência antes, não aconteceu, agora estou recuperado e acho que podem esperar o melhor do Mateus Claus agora”.



www.ecbahia.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *