Brasileira é a 1ª negra latino-americana a chegar ao topo do Everest

Neste final de semana, 16 campeões estaduais foram definidos. Tabus foram quebrados e três equipes conquistaram título inédito. No Rio de Janeiro, o Flamengo conquistou o tricampeonato. O São Paulo conquistou o título após oito anos. Desde 2019 não levantava um troféu. O Grêmio conquistou o tetracampeonato após 33 anos. O Atlético de Alagoinhas conquistou seu primeiro título Baiano, em 51 anos de história. O Real Noroeste também conquistou o título inédito no Capixaba. No Cearense, o Fortaleza conquistou seu terceiro tricampeonato. O Grêmio Anápolis também levantou seu troféu estadual pela primeira vez, no Campeonato Goiano. O Atlético Mineiro foi o campeão de Minas Gerais. Em Pernambuco, o Troféu foi para o Náutico.

Mas, o destaque mesmo ficou por conta da brasileira Aretha Duarte que se tornou a primeira mulher negra latino-americana a escalar o pico do Monte Everest. O feito de Aretha, em alcançar os 8.848 metros de altitude, aconteceu neste domingo (23).

A brasileira agora é a terceira mulher negra a escalar a maior montanha do mundo, juntando-se a uma sul-africana e uma norte-americana. Natural de Campinas, em São Paulo, a alpinista já havia escalado o Monte Aconcágua, na Argentina, o maior das Américas, com quase sete mil metros de altitude, e também montanhas na Venezuela, Bolívia, Equador, África e Rússia. Aretha realizou o seu sonho depois de recolher 135 toneladas de lixo reciclável nas ruas.

agenciabrasil.ebc.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *