Presidente do Corinthians por duas vezes, Andrés Sanchez falou sobre bastidores do período mais vitorioso do clube, que começou durante o seu primeiro mandato, em 2007.

Em entrevista ao podcast Papagaio Falante, o dirigente contou detalhes de vestiário e rotina de atletas. “Eu não sou babá de jogador. Jogador que ganha R$ 300, 500, 1 milhão por mês, eu vou ver se o cara bebeu, se está na noite? O cara tem que chegar no horário do treino, treinar, e jogar bem. O que ele faz fora do clube é problema dele”, disse o cartola.

Andrés disse que nem todos atletas bebiam e fumavam, mas destacou que Jorge Henrique e André Santos eram “terríveis”. “Jorge Henrique e André Santos eram imbatíveis, terríveis. Aquele time de 2009, 10, 11 e 12 era brincadeira. Os caras fumavam no vestiário, não todos, mas alguns, os jogadores bebiam toda hora, todo dia faziam churrasco e ganharam tudo”, revelou o ex-presidente.

Andrés Sanches foi presidente do Corinthians pela primeira vez de outubro de 2007 (ano do rebaixamento para segunda divisã0) a dezembro de 2011. Naquela gestão, o clube conquistou a Série B, Campeonato Paulista, Copa da Brasil e Campeonato Brasileiro. Embora já não fosse presidente em 2012, as conquistas da Copa Libertadores e do Mundial de Clubes são vistas como fruto da gestão iniciada por ele.

Antes do segundo mandato no timão, que foi de fevereiro de 2018 a janeiro de 2021, Andrés foi eleito deputado federal em São Paulo pelo Partido dos Trabalhadores (PT).

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.