fecxbahia2022
Fonte: Bruno Queiroz / EC Bahia

O Bahia visitou o Fortaleza e saiu de campo com uma derrota por 3 a 1. A partida foi válida pela sexta rodada da Copa do Nordeste.

Com o resultado negativo fora de casa, o Esquadrão continua na quarta colocação do grupo B, com sete pontos, mas pode perder posições ao longo da rodada.

A próxima partida do Bahia está marcada para quinta-feira (24), contra o Sampaio Corrêa, na Fonte Nova, em duelo atrasado da 1ª rodada.

O JOGO

Com bola rolando, o Fortaleza iniciou o jogo com uma postura mais agressiva ofensivamente e que deu resultado para o adversário em poucos minutos.

Logo aos três minutos de jogo, uma perda de bola do atacante Marco Antônio resultou em contra-golpe do Fortaleza pelo lado direito de seu ataque. Na sequência do lance, Luiz Henrique perdeu a disputa em velocidade e a bola foi rolada por Moisés para Romero, livre na grande área, abrindo o placar.

Ao sair perdendo no começo da partida, o Bahia se viu na obrigação de se lançar ao ataque para buscar o empate. Mas, o cenário foi bem diferente do que era esperado. O Esquadrão encontrava enorme dificuldade para transitar com a bola no campo ofensivo e, consequentemente, pouco levava perigo. Não se mostrava à altura do adversário.

Por outro lado, o Fortaleza aproveitava falhas do Bahia, que não conseguia levar a bola do meio para o ataque e cedia espaços na defesa.

Aos 29 minutos, em mais uma das chegadas do FEC ao ataque, o segundo gol aconteceu. Moisés aproveitou sobra de bola na meia-lua e chutou forte. Danilo Fernandes não conseguiu defender.

A melhor jogada do Bahia nos 45 minutos iniciais aconteceu pelo lado esquerdo, quando Luiz Henrique conseguiu invadir a área adversária como ‘elemento surpresa’ e tentou cruzar para Ronaldo. Mas o goleiro Max salvou.

SEGUNDO TEMPO

Insatisfeito com a produção ofensiva do Bahia, o técnico Guto Ferreira apostou em Matheus Bahia e Raí no segundo tempo, substituindo Mugni e Marco Antônio.

Com apenas um minuto de jogo no segundo tempo, a entrada de Matheus Bahia surtiu efeito. O lateral serviu Rodallega, que acertou mais uma finalização precisa sem dar chances ao goleiro adversário. Sempre ele!

Depois que conseguiu diminuir a desvantagem, o Bahia ‘voltou’ para o jogo, passando a ter mais presença no campo ofensivo.

Apesar da melhora na partida, o Bahia voltou a esbarrar na defesa adversária, encontrando as mesmas dificuldades para criar jogadas apesar das modificações no time. Por isso, Guto ainda tentou a entrada de Daniel no lugar de Patrick na reta final.

Mas a melhor chance foi para o lado tricolor cearense. Aos 34 minutos, Depietri fez jogada pelo lado esquerdo do ataque e deu passe para Robson, que estava sozinho na grande área do Bahia. O atacante driblou Danilo e chutou, mas Willian Maranhão salvou antes de a bola balançar as redes.

Ao longo da partida, o lado esquerdo da defesa tricolor foi um problema. Aos 37 minutos, foi Depietri quem apareceu livre na grande área e finalizou forte. Danilo salvou.

O goleiro adversário apareceu somente aos 40 minutos, defendendo cobrança de falta de Rodallega.

Nos acréscimos, mais um gol do Fortaleza. Dessa vez, Robson deu assistência e Depietri fez o terceiro gol cearense, definindo o placar de 3 a 1.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.