O Esporte Clube Taubaté, em nome do seu presidente, Gilson Rezende, vem a público fazer uma denúncia. Na tarde de hoje (05/09), o Clube tomou conhecimento de que um estelionatário vem se passando pelo treinador Marcelo Martelotte e, em mensagens via aplicativo WhatsApp, tem enganando atletas pelo país afora.  O criminoso oferece uma vaga na equipe profissional mediante o pagamento de uma taxa, que seria o valor da transferência.

O Esporte Clube Taubaté deixa claro que não tem e nunca teve qualquer ligação com esse golpista e avisa que medidas jurídicas já estão sendo tomadas. Nosso clube vive um momento especial de conquista de credibilidade e esclarece não compactua nem participa de tal ato. Às autoridades deixamos claro que estamos à disposição para encontrar o estelionatário e fazer com que ele responda por seus atos.

Sobre o uso do nome do nosso treinador, reiteramos nossa plena confiança em Marcelo Martelotte. Ao longo de sua atuação como jogador e treinador, ele tem uma carreira recheada de conquistas e de bons momentos, e o Clube lutará para que seu nome e o da própria instituição não sejam manchados por um impostor.

Att,
Gilson Rezende