Chegou a hora da decisão. Depois de uma intensa semana de trabalho, o Taubaté entra em campo neste sábado disposto a mais uma vez fazer história. O Burro da Central recebe o Votuporanguense no Joaquinzão, às 15h, em busca de uma remontada para garantir vaga nas semifinais da Copa Paulista. O duelo tem ingressos à venda a partir de R$ 10, nas bilheterias do Joaquinzão.

Depois do revés na primeira partida, em Votuporanga, o Alviazul precisa vencer por dois gols de vantagem para levar a decisão dos pênaltis. Com três gols a classificação é garantida diretamente, mas qualquer outro resultado faz o Taubaté deixar a competição, mesmo com uma das melhores campanhas do torneio.

A expectativa, no entanto, é de vitória. O técnico Marcelo Martelotte comandou intensos treinos ao longo da semana, preparando a equipe para o duelo. Foram 18 atletas relacionados para o confronto, e os jogadores convocam a torcida para empurrar o time. "Sabemos que [em Votuporanga] ficamos abaixo do que vinhamos apresentando. Eu peço em nome do grupo que o torcedor nos dê um voto de confiança, compareça, apoie, jogue junto conosco. Prometemos que daremos o máximo até a última gota de sangue, de suor, o que for possível nós faremos para conquistar essa vaga. Jamais vai faltar empenho, dedicação e luta. Com o apoio de todos e com a nossa luta, juntamente com a torcida, vamos conseguir reverter esse placar e fazer um dia histórico", afirmou o goleiro Rafael Roballo.

Fora de campo, o Alviazul também passa confiança. Este ano, por exemplo, o Burro só foi derrotado uma vez no Joaquinzão, e, sob o comando de Marcelo Martelotte, há um grande retrospecto em casa. Além disso, a torcida se apega ao retrospecto contra o rival: em 2015, por exemplo, o Taubaté superou a derrota de 3 a 0 no primeiro jogo da final da Série A3 do Campeonato Paulista, fez 4 a 0 no Joaquinzão e deu a volta olímpica.

O treinador Martelotte confia que a equipe pode buscar o resultado. "Além do retrospecto e das histórias que a gente traz de um passado recente desse confronto, o que fica de mais importante para que a gente tenha confiança na possibilidade de classificação é o que foi feito no primeiro jogo. Apesar de não termos jogado bem, nossa reação o início do segundo tempo, ter buscado o placar adverso, pelo menos prova que temos condições. Trabalhamos diariamente para buscar essa classificação. Os jogadores estão confiantse e os torcedores também", disse o técnico, citando o fato de a torcida taubateana ter comparecido ao descontraído treino desta sexta-feira para apoiar os jogadores -- treino, inclusive, que no tradicional rachão teve o próprio Martelotte atuando no gol.

Taubaté e Votuporanguense se enfrentam neste sábado, às 15h, no Joaquinzão. 

(Foto: Caíque Toledo / EC Taubaté)