O Taubaté jogou melhor, criou as melhores oportunidades e, com raça, buscou o empate contra o Carajás pela segunda rodada da Copa São Paulo.

Depois de criar uma série de chances e também ver o goleiro João Marcos pegar um pênalti no primeiro tempo, o Burrinho sofreu o primeiro gol já no fim da partida, com André, mas buscou o empate com gol de Maykon Lima.

Com a igualdade, o Alviazul chega aos quatro pontos conquistados e espera o resultado entre Vasco-RJ e Tubarão-SC para saber o que precisará na última rodada para se classificar.
 
PRIMEIRO TEMPO

O primeiro tempo foi praticamente todo do Taubaté, que arriscou finalizações com vários de seus jogadores. Os primeiros foram Tatá, Glauber e Leo Naldi, mas todos em chutes para fora.

As melhores chances começaram a vir depois da metade da primeira etapa. Primeiro com Gabriel Davy, em cabeçada firme para boa defesa do goleiro Hiago. Depois, o camisa 12 do Carajás também fez grande intervenção em forte chute cruzado de Tatá e viu cabeçada de João Pedro passar muito perto da trave.

Já na reta final, o Carajás teve a chance de sair na frente, mas brilhou a estrela do goleiro João Marcos. O camisa 12 voou no canto direito e fez linda defesa na cobrança de pênalti de Patrick, mantendo o Burrinho vivo.

SEGUNDO TEMPO

Com o calor ainda mais forte, a segunda etapa foi de menos oportunidades. O técnico Harley Dias aproveitou para rodar o time, apostando no físico de quem vinha do banco, mas as melhores chances surgiam de finalizações de fora da área.

Em uma das melhores oportunidades, Adriano cruzou da esquerda e Luiz Fernando dividiu de cabeça com a zaga, obrigando o goleiro paraense e fazer outra grande defesa. Novamente pela esquerda, mas dessa vez em cruzamento de Jonas, foi mais uma jogada perigosa: cabeçada de Tatá, para fora.

Em uma das raras chegadas do Carajás ao ataque, o time visitante conseguiu abrir o placar, com André, depois de bate-rebate na entrada da área. Mas o Taubaté, de tanto apertar, conseguiu o empate: cruzamento na área e Maykon Lima, como bom centroavante, se esticou para estufar a rede e garantir o empate.

TAUBATÉ
João Marcos, Victor Hugo, Hyago, João Pedro e Jonas; Leo Naldi (Ryan), Glauber e Claudinho (Luiz Fernando); Diego (Adriano), Tatá (Paulinho) e Gabriel Davy (Maykon Lima).
T: Harley Dias

(Foto: Bruno Castilho / EC Taubaté)